quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Desperates Winehouses

 



Decidi que no 2º semestre de 2011 eu iria voltar a estudar. Coloquei na minha cabeça que, pelo fato de o valor sair integralmente de meu bolso eu levaria a sério, diferentemente da minha faculdade eu levaria a sério. Que coisa feia, Flávia. Mas é fato que sempre fiz parte da turma do fundão: bagunceira, faladeira e alguns 'eiras a mais.rs (E depois quero que o Gabriel seja um anjinho. rsrsrs)
Mas firme e forte que dessa vez seria diferente iniciei meu Curso de Pós Graduação em Marketing.
Não sei de onde vem essa facilidade pra fazer amigos (mas sei de onde vem a facilidade do Gabriel no mesmo.rs), mas logo na primeira semana já conhecia 2, depois 3 e por fim: ÉRAMOS 7.

 
A casa das Sete mulheres (Flá, Re, Gra, Gi, Tha, Gabi e a louca mexicana q uma vez bêbada simplesmente olhou para a cara da Gra e disse: você é chata).. Cada uma no seu cada um, mas com algo em comum e isso que nos uniu. A facilidade em encontrar assunto, em fazer piadas, encontrar personagens que remetessem à exatamente TODOS os nossos professores, (ex: Ney Matogrosso + Chico Buarque) atrapalhar a aula, cabular em grupo, chorar de rir e etc nos fazia um grupo extremamente unido e....FELIZ.
Decidimos levar o Grupo pra fora da classe e logo vieram os encontros. Desperates Housewives. Começamos em uma sexta-feira, poréeem concluímos q as noites eram curtas demais e que o marido da Re (anfitriã master blaster) merecia chegar em casa cedo para descançar, é, quando isso acontecia ele era obrigado a fazer happy hour com os amigos e, quando chegamos ao cúmulo de fazê-lo dormir num Hotel pq ao ouvir o barulhão de risadas e bobeiras por trás da porta às 2:30 da madruga ficou envergonhado e não teve dúvidas, foi dormir num Hotel, o jeito foi nos encontrar aos Sábados.


O convite ao lado (sim, TODO encontro tem convite!!) Foi espelho de uma aula (chatíssima) que tivemos e o grupo não teve dúvidas. 1 a 1 saímos, com o maior cuidado, na ponta dos pés (como se a classe e o professor nada vissem) e não me lembro qual quase leva a cadeira junto. Sinceramente eu só lembro da cara do professor: inconformação + curiosidade + susto.
 
 
Desperates Housewives nos transformamos em Desperates Winehouses.
 
A pós foi chegando ao fim e temíamos o fim do grupo, natural, já que as vidas muitas vezes seguem rumos diferentes e assim foi. Poréeeem² haviam 3 que, por morarem mais próximas, não se distanciaram. No caso eu, Re e Gra.
A Gra por motivos pessoais ficou algum tempo afastada e por isso eu e Re passamos longos meses fazendo a reunião em dupla. Tão alegre e tão louca quanto.rs
Até que decidimos ampliar nossos horizontes e abrir inscrições para que outras Mulheres Loucamente Desesperadas tivessem o prazer de juntar-sem À nós. Pero no mucho já que o furo da peneira é pequeno e os pré requisitos são grandes afinal, o que entra lá não sai, quer dizer, se sair tem q ser sem nome, sobrenome e maiores detalhes.rsrsrs
Fizemos uma festa surpresa de niver pra Re, um churrasco pra apresentar a nova casa da Gra às Desperates e foram aprovadas as inclusões de mais 2 Desperates: A Robes (nossa mascote chaveirinho) e a Marcella (seria a menos doida?).
Depois veio ainda a Fabi (surfistinha) e a minha indicação importada (e aprovada) diretamente dos EUA, Pry (fandangos rosa no alto do prédio).
Aí encontramos um Bat Local Oficial para os encontros semanais noturnos (embora houve 1 diurno), O Bejnamim Botequim. Lá realmente "botamos" o terror. Após uma Festa de Final de Ano com direito à muito confete e serpentina quase fomos espulsas.
(Confesso q voltei depois de 15 dias pra continuar e perdi o fio da meada...rsrs)
Nossos encontros são tão doidos, engraçados, malucos, divertidos, assustadores, cheios de inovação, fofocas, surpresas, besteiras, sorrisos, risadas, gargalhadas, engasgadas que resolvemos fazer um Diário. Confesso que muitas vezes nos esquecemos dele e, principalmente, do que o que está escrito lá quer dizer. Uma de nossas idéias é de possivelmente fazer um livro, óoobviu, não dando nomes aos bois!!hehehe
É tanto assunto, tanto bla bla bla que uma vez estávamos em 6 e a conversa estava totalmente cruzada, nenhuma conversava com sua colega ao lado e sim a que estava o mais longe possível. #verídico
As gafes são exatamente 1x por encontro. Algumas que me lembro:
- A Renata empolgadíssima com meu casamento leu no convite 17:30h, gravou na CPU só o 7 e chegou lá só na hora da Festa;
- Nó desesperadamente ansiosas pro primeiro desfile Desperate no Carnaval esquecemos o farol do carro ligado em casa e quando fomos sair o dito não pegava, literalmente foi nos "trancos e barrancos" e claro, um susto gigante;
- Dna XXX errou o banheiro feminino do Buteco por 3 vezes e jurava que na parede havia um quadro de coco.
Infelizmente minha memória me proíbe de escrever mais de nossas peripécias...
Bom, poucas coisas faltam pra gente e no início do Ano soubemos que seremos: TITIAS!! Isso mesmo, um Bebê desperate a caminho. Gra está gravidíssima. VIVA! VIVA!
Tudo isso pra dizer que AMO meu grupinho e NÃO abro mão de nossos encontrozinhozões DE JEITO NENHUM!!
Afinal, quando será o próximo???rsrsrs

Nenhum comentário:

Postar um comentário