quinta-feira, 26 de julho de 2012

A profeta! Vai Corinthians!!

Como alguns sabem, eu não pude estar presente de corpo na grande final da Libertadores da América na qual meu querido time, Sport Club Corinthians Paulista do meu, do nosso, coração sagrou-se campeão.

Foi por um ótimo motivo, fato, mas doeu e como!!!! (ps: não estou nem aí se vocês entendem ou não esta paixão!!)


Mas o caso não é esse, não dessa vez.


Quando acabou o primeiro jogo da semifinal contra o Santos me veio o placar do segundo jogo na cabeça e permaneceu. Um dia antes do jogo, conversando com um colega corinthiano da empresa (a quem sempre procuro para dividir aflições e festas do nosso time, trazer bandeirinhas distribuídas no estádio afinal, são poucos que teem a oportunidade de acompanhar de perto o Coringão, como eu. Tks Lord!) surgiu o assunto e ele disse ter sonhado com o 2 x 0. Até então eu não tinha falado dos números da minha intuição pra ninguém.


Como todos sabem o jogo do dia 20/6 contra os peixes não foi 2 x 0 e sim uma goleada de 1 x 1 (fora o show! how how how) que nos garantiu a inédita vaga.


Retornando ontem aos gramados do meu querido Pacaembú, palco onde meus 40.186 irmãos comemoraram o tão sonhado e aguardado título (porém lá no fundo, nada mais nem menos importante dos que os tantos outros na tabela abaixo), me veio a recordação do meu placar para a Semi que imediatamente liguei com o placar da finalíssima final em 4/7: 2 x 0.....UAU.



E como ontem, pra mim, foi uma "final de campeonato" , momento que eu me reencontraria com o Campeão dos Campeões - Corinthians e de perto poderia parabenizá-lo assim como fiz com cada um dos meus irmãos que encontrei, pensei (minha cabeça parece um turbilhão durante os 90º) que, pra ser o mais parecido com a final de fato (dentro das possibilidades, óbvio), poderia acontecer o tão esperado, sonhado, marcado, pensado e cravado: 2 x 0. Lógico que no mesmo momento que pensei, despensei!! Era muita pretensão a minha. O primeiro tempo foi meio morno, mas, após o 1º gol do Coringão, a cada ataque, o pensamento voltava com força total.


A torcida além de praticamente lotar o estádio, parecia ter se compadecido e pegado a minha causa pra ela e deliciosamente não parou um minuto sequer. Nem ela, nem eu!


Eis que aos 48 minutos do 2º tempo, quando o meu pensamento já tinha se transformado em devaneio e humildemente eu já me contentava com o 1 x 0, o aniversariante do dia, Paulinho, fez aquele gol.
E QUE GOLAÇO!
Eu e Babizinha como sempre na F da sorte...de Flá e de Fabi!!! :o)
E eu que não acredito e nem nunca acreditei em acaso, nem mesmo para um jogo de futebol, entendi como um presente. O meu presente pessoal e, de repente, o de todos os torcedores apaixonados pelo Corinthians que, assim como eu com o coração sangrando, não puderam estar naquela final e estavam lá ontem.

Obrigada Senhor! Eu tenho certeza que tinha dedo Seu lá! Obrigada pelo agrado tão detalhado e desenhado, por tudo!



E ..... VAI CORINTHIANS



Nenhum comentário:

Postar um comentário