quinta-feira, 17 de abril de 2014

Mais vale um sorriso triste que a tristeza de não saber sorrir.

Já dizia o "grande pensador", Bozo: "sempre rir, sempre rir, pra viver é melhor sempre rir".

Não é difícil eu me pegar pensando que sou boba porque VIVO rindo. De mim, dos outros (escondida), das alegrias, das tristezas, do fácil, do difícil.

Esses dias mesmo, meu carro PAROU bem na entrada do Carrefour. Eu com horário marcado, cravado, quase atrasado. Desci e fui na mecânica que tem dentro do mercado, sorri (abre caminhos!!rsrs) para o mecânico e pedi se ele podia me ajudar a empurrar meu carro pra dentro para vermos o que tinha. Lá foi ele. Nem deixou que eu ajudasse no trabalho braçal, mesmo eu tendo levado o carro pelo caminho mais longo. Veio um outro colega dele tentar encontrar o problema. Pelo ouvido ele disse: bomba de gasolina. Quando eu lembrei do segredo/alarme, apertei e, "misteriosamente", ele voltou a funcionar. Eu sorri envergonhada, pedi desculpa, dei R$10,00 pro menino que empurrou e ainda brinquei que naquele dia ele estava liberado da academia. Nessa hora eu já estava mais que atrasada pro meu compromisso. Parti com o carro...rindo. Eu ria tanto, que peguei uns 2 motoristas me olhando sem nada entender. Eu estava gargalhando....alto!

Pensei: será que eu sou boba, boba alegre, tipo dãaaaa, quase retardada??? Se sim, se não, eu realmente não sei. Só sei que do jeito que é tem dado certo. Rir das desgraças tem me feito viver mais leve. Fazer os outros rir me faz feliz. E, como em time que está ganhando não se mexe....seguimos assim: sorrindo, rindo, gargalhando, chorando de tanto rir e mostrando as amídalas.
Resumindo...perdendo tempo sendo feliz!


Nenhum comentário:

Postar um comentário