segunda-feira, 12 de maio de 2014

Filho de amiga minha é mulher!

Eu nunca fui daquelas mães que fica inventando namoradinha pro filho. Tipo, o menino é de colo e lá estão mães (e principalmente pais) dizendo: - a minha norinha, a sogra do meu filho, ou então, de peito estufado diz: meu menino tem 4 namoradinhas. Sempre achei isso péssimo. Uma das poucas vezes que vieram com esse tipo de graça quando meu filho não tinha nem idade pra andar de elevador sozinho eu retribuí com cara feia e com a resposta: - Ele está em idade de brincar e não de namorar, nem mesmo de brincadeira. Terá muito tempo pra isso.
Me poupe!
Geralmente são os pais de meninos que fazem esse tipo de brincadeira. Me pergunto: medo do filho ser homossexual e acharem que fazendo isso desde bebês estão colocando no subconsciente do menino o desejo pelo sexo oposto??

Ha
Ha
Ha

Não consigo ver esse tipo de "brincadeira" com bons olhos, não consigo.
____________________________________________________________________

Mas, desde que Gabriel entrou na idade de se interessar por meninas (além de simples amiguinhas), ele prefere as loiras e fala com todas as letras.
Não sei em qual momento ele conheceu a minha amiga Claudia*. Loira, baixinha, toda mignon. Linda mesmo. (Por isso que era minha amiga...rs...mentira!!rs)
Uns 4 anos mais nova que eu. Mas ainda assim velha pro meu filho, né?!
E foi ela partir pra ele me dizer que tinha gostado dela.


Que queria o telefone dela (falou brincando, claro). Lembro que eu falei que ela era casada e ele disse não ser ciumento. Eu mereço. Caímos na risada.

Contei pra ela sobre essa paixão platônica do menino e não me lembro ao certo sobre o comentário dela.

Depois de alguns anos comentei com ele algo sobre ela e ele arregalou os olhos. Eu disse que ela tinha mudado de cidade. Ele perguntou se ela continuava casada e eu disse que não. Mais que rapidamente ele soltou: Então agora tenho chance. E lá veio: E se eu ficasse com uma amiga sua?
Quem arregalou os olhos fui eu! Céus! Como? Mas fui obrigada a pensar no assunto. E SE??

Tenho uma outra amiga que também é cheia dessas brincadeiras e disse ser melhor que ele aprendesse com ela, que ela ensinaria direitinho. rsrs Mas, eu conheço os podres das minhas amigas, embora meu filho tenha cara e jeito de que de bobinho não tem nada, mas juntos, quase debaixo dos meus olhos?? Nada gostoso de imaginar.

Tá, meu filho é um gato e se fosse filho de alguma amiga minha provavelmente eu também faria a mesma brincadeira, mas esse é MEU e amiga minha, até ele fazer 18 anos (ok, só faltam 6 meses), está proibida de encostar a mão (quem lê pensa que eu mando tanto assim, ainda mais onde ele coloca a boca!!rsrs)!

Daí que esta semana postei uma foto no Instagram e mencionei meu filho no comentário. Cláudia* passou a seguí-lo no aplicativo e ele me contou como se fosse um troféu conquistado, cheio de si, com sorriso no rosto. Disse que agora tinha chances quase reais. Ainda me mostrou a foto dela e disse: - Olha que coisa mais linda!! Eu morri de rir. Desconversei, mais uma vez.

Ele fala brincando (acho eu)  masssssssssss, masssssssssssss, mas!!!!

Vinte anos de diferença, em média, ele tem das minhas amigas...
...e diz adorar mulheres mais velhas.

E SE?


*Nome alterado para preservar a identidade da amiga

Nenhum comentário:

Postar um comentário